Carregando TV, aguarde...
Fechar
Você está em: Edificação » Palavra Profética » Uma visão para ser escrita

Uma visão para ser escrita

A- A+

"A resposta de Deus à intercessão inquieta do profeta Habacuque veio na forma de uma visão, pois a visão é a única coisa que pode nos direcionar e sustentar “remando contra a maré”, de tal maneira que vejamos resultados."

“O Senhor me respondeu e disse: Escreve a visão, grava-a sobre tábuas, para que a possa ler até quem passa correndo.” - Habacuque 2:2

Habacuque era um homem inconformado, como todo profeta. O capítulo 1 de seu livro é uma amostra das suas “queixas” diante de Deus. Mas ele não era um “resmungão”. Antes, tinha um peso pela sua nação, não se resignava com seu desvio e nem com perspectiva sombria que se desenhava no mundo natural. Por isso clamava, colocava-se na torre de vigia e orava ao Senhor, buscando resposta.

A resposta de Deus à intercessão inquieta do profeta veio na forma de uma visão, pois a visão é a única coisa que pode nos direcionar e sustentar “remando contra a maré”, de tal maneira que vejamos resultados.

Um ministério sem visão é um ministério sem destino. “Não havendo visão, o povo se corrompe”, os propósitos se diluem, a igreja fica à deriva, ao sabor das ondas, modismos e circunstâncias. Seu fruto será tão volúvel quanto seus passos.

Uma visão é o caminho estabelecido para o cumprimento de uma missão. Nós precisamos de clareza nas duas coisas. Nossa missão é conquistar as nações para Cristo (a começar pela nossa) e, através do evangelho, transformá-las. Nossa visão, ou seja, a forma como vamos fazê-lo, é ganhar vidas, consolidá-las na fé, transformá-las em discípulos através do relacionamento pessoal, com vistas à enviá-las para reproduzirem o processo, levantando novas gerações.

Deus deu uma visão a Habacuque, assim como fez conosco. Entretanto, isso não basta. É preciso que saibamos o que fazer com ela, como protegê-la e de que forma podemos ampliar o seu raio de ação. Por isso, o Senhor deu ordens ao profeta, instruções que devemos também levar muito a sério.

Em primeiro lugar, precisamos definir claramente a visão que temos. Deus disse: "Escreve a visão". Ora, para escrever é preciso descrever. Ninguém escreve daquilo que não entende, que não domina. Um líder de êxito compreende de maneira clara a forma através da qual Deus o incumbiu de cumprir o ministério. Ele sabe explicar a visão e tem convicção de que ela foi dada pelo Senhor.

Em segundo lugar, é preciso também comprometer-nos com a visão. O Senhor mandou que Habacuque a gravasse em tábuas. Isso significa que não basta conhecer a visão. É preciso assumir publicamente nosso compromisso com ela. Por isso a ordem era gravá-la em tábuas para que todos pudessem ler. O sentido é de estabelecer uma âncora, registrar os elementos inegociáveis para não ser tentado a abandoná-los.

Um dos grandes problemas que enfrentamos é a perda de foco. Com constância, nos distraímos, deixando de lado práticas e conceitos essenciais para o sucesso do nosso chamado. Evangelizar sempre, fazer com que nossas células tenham o caráter de crescimento e multiplicação, consolidar os novos convertidos, de tal maneira que eles crie raízes na casa de Deus, levar os batizados a prepararem-se para o ministério, através do discipulado pessoal e de ferramentas como as escolas de crescimento, são objetivos que devemos manter diante dos nossos olhos, para não os perdermos ou negociarmos.

É preciso também tornar a visão legível para quem nos acompanha. A ordem de Deus a Habacuque era que ele escrevesse a visão em tábuas de tal maneira que qualquer pessoa pudesse ler.

A visão não pode ser clara apenas para o líder. Ela precisa ser transmitida com fidelidade, nitidez e simplicidade a quem o segue. Sem o exercício de transferência no discipulado geracional, a visão estanca. Portanto, líder, esmere-se para incuti-la no coração de quem está sob sua influência. Fale dela, viva-a, propague-a!

Outra instrução fundamental: não deixe que o movimento necessário roube a visão! Deus mandou Habacuque escrever tudo de tal maneira que pudesse ser lido "até por quem passa correndo".

Correr faz parte da dinâmica do reino. Ninguém vai conquistar uma nação na base da “sombra e água fresca”. O movimento é inerente à vida. Uma igreja viva se movimenta! Há, porém, que se ter cuidado para que a “correria” em busca dos resultados não nos desvie da visão. É preciso avançar com a maior velocidade possível, sem perder o foco. Movimento sem foco é canseira. Movimento com foco é conquista!

Tomados todos esses cuidados, só precisaremos exercer fé, trabalhar e esperar que o tempo revele os frutos. Deus nos promete: “Porque a visão ainda está para cumprir-se no tempo determinado, mas se apressa para o fim e não falhará; se tardar, espera-o, porque, certamente, virá, não tardará” (Habacuque 2:3).

Se você um dia sonhou em ser pai ou mãe de uma multidão, não abra mão disso. Apenas volte a dar ênfase na visão celular, o caminho que o Senhor nos deu para essa grande conquista.

Se você não recebeu ainda a visão, suba à torre de vigia e coloque-se diante de Deus, disponível, inconformado, sedento por mudar a sua nação. Ele virá ao seu encontro e lhe dará algo para escrever, não apenas diante de seus olhos, mas para que possa ser lido por quem correrá ao seu lado.

 

Edifique-se

Comunidade Cristã de Ribeirão Preto - Rua Japurá, 829 - Ipiranga
Ribeirão Preto SP - CEP 14055-100 - Fone: +55 16 3633-5957
comcrist@comcrist.org
Desenvolvido por Atual Interativa