Carregando TV, aguarde...
Fechar
Você está em: Edificação » Palavra Profética » Um chamado inegável

Um chamado inegável

A- A+

É preciso quebrar a barreira dos argumentos humanos para que a autoridade de Deus flua em nossas vidas e cumpramos o propósito que Ele estabeleceu para nós. Não se pode admitir um verdadeiro cristão que não se envolva no ministério!

Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e, antes que saísses da madre, te consagrei, e te constituí profeta às nações. (Jeremias 1:5)

A timidez e o medo têm impendido a maioria das pessoas de cumprir o chamado de Deus. Não são poucos os que vivem fugindo do chamado e outros tantos que, embora estejam no ministério, não o desempenham com sucesso porque não entenderam ou não se submeteram ainda ao que de fato ele significa.

É preciso quebrar a barreira dos argumentos humanos para que a autoridade de Deus flua em nossas vidas e cumpramos sobre a terra o propósito que Ele estabeleceu para nós. Não se pode admitir um verdadeiro cristão que não sirva a Deus, proclamando sua palavra e gerando frutos para o seu reino. Entretanto, muitas vezes nossa mente está cheia de bloqueios que impedem que esta verdade se estabeleça. Em João 15, Jesus diz que o Pai é glorificado na abundância dos nossos frutos e que a nossa produtividade espiritual nos identifica como seus discípulos (vs. 8). Mais adiante, Ele afirma que não fomos nós que o escolhemos, mas Ele nos elegeu e determinou que nossa vida seja frutífera (vs.16).

Quando olhamos para a experiência de Jeremias narrada no começo do livro que leva seu nome, podemos compreender determinados conceitos que irão nos ajudar a sair dessa caverna de argumentos humanos e apresentar-nos como profetas do Senhor nesta geração. Em Jeremias 1:4-10, o que ele sente e fala reflete o que muitos de nós sentimos e falamos diante do desafio de sermos ministros. O que Deus lhe responde é exatamente aquilo que o Espírito quer plantar em nosso coração para implodir os sofismas que nos prendem...

Se você é um daqueles que se sente intimidado diante do chamado, a primeira verdade que precisa tomar a sua mente é que seu ministério será estabelecido porque Deus tem falado algo a seu respeito. O verdadeiro chamado não nasce da vontade humana, mas de uma Palavra de Deus. É por isso que o testemunho de Jeremias começa com as seguintes palavras: “A mim me veio, pois, a palavra do Senhor, dizendo...” (vs. 4).

Você pode não ser muito conhecido ainda na terra, mas nos céus o seu nome já tem sido falado. Deus já disse algo a seu respeito!

Quando Paulo se apresentava, fazia questão de ressaltar isso. Veja o que ele diz em Gálatas 1:1 - “Paulo, apóstolo, não da parte de homens, nem por intermédio de homem algum, mas por Jesus Cristo e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos”..

Em segundo lugar, é bom trazer a consciência de que seu ministério nasceu na eternidade. O chamado é o cumprimento de um desígnio eterno. Deus sempre lhe viu como um profeta, como um líder, como um mensageiro seu nesta terra. Você nasceu para este fim! Serve para você o mesmo que o Senhor falou a Jeremias: “Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e, antes que saísses da madre, te consagrei, e te constituí profeta às nações” (vs. 5).

Antes que os homens lhe notassem, o Senhor lhe separou! Como Davi, Deus já se proveu de você. Ao enviar o profeta Samuel a ungi-lo, as suas palavras foram: “Enche o teu vaso de azeite e vem; enviar-te-ei a Jessé, o belemita; porque, dentre os seus filhos, me provi de um rei” (I Samuel 16:1). Embora para os homens Davi fosse apenas um pastorzinho sem perspectivas, para Deus ele já era um rei!

Guarde isso em seu coração! Sua trajetória até aqui são capítulos de um livro escrito antes mesmo que você existisse! Nunca se esqueça de que você foi constituído profeta por um desígnio eterno de Deus!

Talvez isso não pareça se encaixar no perfil que você tem de si mesmo, mas abra o seu coração. Se você de alguma forma se sente inadequado, isso é um bom sinal... Deus escolhe gente pequena! Um verdadeiro chamado deve produzir em nós um sentimento de inadequação, porque põe frente a frente a nossa humanidade com o caráter divino do ministério. Foi por isso que Jeremias a princípio reagiu com as seguintes palavras: “ah! Senhor Deus! Eis que não sei falar, porque não passo de uma criança” (vs. 6).

Os grandes homens de Deus vivem debaixo de um sentimento de inadequação. Se você estudar as histórias de Moisés, Gideão, Simão Pedro, Isaías e tantos outros, perceberá isso. E, na verdade, o melhor é que este sentimento de fraqueza nunca se aparte completamente de nós, pois é ele que manterá viva a consciência da graça e da dependência de Deus.

Agora, veja bem! A partir do momento em que o chamado de Deus repercute em seu coração, você perde o direito de determinar destinos para sua vida. Um chamado divino, quando revelado, nos coloca diante de apenas uma escolha: a desobediência ou a fidelidade. As palavras do Senhor a Jeremias foram muito claras nesse sentido: “Não digas: Não passo de uma criança; porque a todos a quem eu te enviar irás; e tudo quanto eu te mandar falarás” (vs.7).

Deus não está lhe separando para um lugar de conforto. Obviamente o ministério demanda um nível superior de guerra, pois passamos a ser proativos contra o reino das trevas, mas também libera um respaldo divino superior em nossas vidas. Foi isso que Deus quis fortalecer Jeremias com as seguintes palavras: “Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o Senhor” (vs. 8).

Talvez até aqui ainda persista em seu coração a dúvida. Você se olha no espelho e não vê ferramentas adequadas para ser um profeta. Mas, Deus estende hoje a mão sobre sua vida e libera uma capacitação sobrenatural! Um chamado é sempre acompanhado por uma unção dos céus... Jeremias pôde testemunhar isso: “Depois, estendeu o Senhor a mão, tocou-me na boca e me disse: Eis que ponho na tua boca as minhas palavras” (vs. 9).

Assim, é porque a mão do Senhor lhe toca que você cumprirá todos os seus desígnios... Diga: “Amém!”

Edifique-se

Comunidade Cristã de Ribeirão Preto - Rua Japurá, 829 - Ipiranga
Ribeirão Preto SP - CEP 14055-100 - Fone: +55 16 3633-5957
comcrist@comcrist.org
Desenvolvido por Atual Interativa