Carregando TV, aguarde...
Fechar
Você está em: Edificação » Palavra Profética » Suscitando os valentes

Suscitando os valentes

A- A+

Milhares de pessoas estão maduras para a ceifa. Se nós não a fizermos, Satanás fará. Por isso, precisamos nos apressar. Quando o fruto está maduro, a colheita não pode esperar, sob pena de se perder.

“Proclamai isto entre as nações: Apregoai guerra santa e suscitai os valentes; cheguem-se, subam todos os homens de guerra." (Joel 3:9)

“Multidões e multidões no Vale da Decisão. Porque o dia do Senhor está perto, no Vale da Decisão” (Jl 3:14). Essas palavras nos trazem uma visão clara do momento que estamos vivendo no calendário de Deus. Uma vez mais estamos diante do urgente desafio de uma colheita sobrenatural. Milhares de pessoas estão maduras para a ceifa. Se nós não a fizermos, Satanás fará. Por isso, precisamos nos apressar. Quando o fruto está maduro, a colheita não pode esperar, sob pena de se perder.

Toda vez que Deus vê, desde o céu, um cenário como esse, libera uma proclamação profética. É hora de suscitar os valentes, ou seja, de levantar os que amam estar nos desafios do Reino.

Quem são os valentes? São aqueles que enfrentam os seus temores na busca de uma grande conquista para o Senhor! Você se lembra de Gideão? Deus o encontrou amedrontado, escondido dos midianitas, o povo perverso que vinha todos os anos para roubar a colheita de Israel. E qual foi a saudação que o Todo-Poderoso lhe fez? “O Senhor é contigo, homem valente!” (Jz 6:12).

Gideão não se sentia assim. A princípio, ele tentou “converter” Deus à sua incredulidade, listando todos os argumentos pelos quais se via impotente. Quando ele terminou sua ladainha, o Senhor simplesmente lhe respondeu: “Vai nessa tua força, eu estou te enviando” (Jz 6:14).

A palavra de Deus suscita o valente que há em nós, ainda que ele esteja profundamente adormecido ou mesmo nunca tenha se levantado.

Quando queremos fazer uma colheita para Deus, precisamos de coragem. As multidões estão no vale da decisão, mas o reino das trevas pelejará por elas. É por isso que a ordem dos céus é: “Proclamai guerra santa. Cheguem-se, subam todos os homens de guerra!” (Jl 3:9). Agora, perceba que a base da nossa valentia não é a força humana. É por isso que, no versículo seguinte, está escrito: “Diga o fraco: eu sou forte”. Ao abordar Gideão, antes de chamá-lo de “homem valente”, Deus lhe disse “O Senhor é contigo”. E depois completou: “Já que eu estou contigo, ferirás os midianitas como se fossem um só homem” (Jz 6:16). Ou seja, a base da nossa coragem é o seu respaldo. Toda vez que ousarmos enfrentar os inimigos ao lado do Senhor, prevaleceremos. Você e Deus são sempre maioria, não importa quantos estejam na oposição ou na resistência!

Agora, veja bem, a proclamação é de guerra. Fazer uma colheita de multidões demanda de nós uma postura alerta e movimentos estratégicos. É interessante que nos versículo 10, Deus diz: “Forjai espadas das vossas relhas de arado e lanças, das vossas podadeiras”. Os instrumentos da ceifa se confundem com as armas de batalha. Tudo faz parte da mesma realidade.

Durante esta semana, nos dedicaremos ao jejum pelas multidões que estão no Vale da Decisão. Isso será muito importante para quebrar o poder do inimigo. Quando nos sujeitamos a Deus e enfrentamos o diabo, ele foge de nós. E o jejum é uma das maneiras mais poderosas de vivermos isso.

Já que estamos falando de valentes, Jesus apresentou Satanás sob esse termo também. Veja o que Ele disse: “Quando o valente (Satanás), bem armado, guarda a sua própria casa, ficam em segurança todos os seus bens (as vidas humanas). Sobrevindo, porém, um mais valente do que ele, vence-o, tira-lhe a armadura em que confiava e lhe divide os despojos. (Lc 11:21-22)... Ninguém pode entrar na casa do valente para tirar-lhe os bens, sem primeiro amarrá-lo; e só então lhe saqueará a casa” (Mc 3:27). Entendeu? Eu e você estamos sendo desafiados por Deus a nos apresentar como esses “mais valentes” que saqueiam o inferno. Mas antes precisamos manietar o nosso adversário e o faremos através do jejum e da oração. Se ele estiver imobilizado, nossa conquista será muito maior!

Em Joel 3:9 diz: “Subam todos os homens de guerra”. Isso fala de nos apresentarmos em oração diante de Deus. No versículo 11, o clamor do profeta é “Faze descer ali os teus valentes”. Isso já fala de irmos ao vale da decisão para colher as multidões. Percebe o movimento? Primeiro subimos, para depois descer.

Não há mais tempo a perder. A palavra do nosso General, o Senhor dos Exércitos, é: “Apressai-vos e vinde... Lançai a foice, porque está madura a seara” (vs. 11 e 13). A proclamação já foi feita. Quais são os valentes que estão sendo suscitados para estabelecer a salvação em milhares de casas? Você se alinhará com os conquistadores ou com os covardes? No tempo de Gideão, os covardes e os desatentos perderam a oportunidade de viver um milagre, mas trezentos corajosos se levantaram diante da convocação celestial e, pela primeira vez em muitos anos, impediram os inimigos de levar a colheita que pertencia ao povo de Deus.

Eu espero e oro para que ninguém desta igreja fique de fora. Através das Casas de Paz, vamos fazer nos próximos três meses uma colheita sobrenatural. De dois em dois, organizados, ungidos e respaldados pelo Todo-Poderoso, vamos descer ao Vale da Decisão e brandir a espada, que a Palavra. O inimigo não nos resistirá. Milagres acontecerão. Portanto, marche!

Edifique-se

Comunidade Cristã de Ribeirão Preto - Rua Japurá, 829 - Ipiranga
Ribeirão Preto SP - CEP 14055-100 - Fone: +55 16 3633-5957
comcrist@comcrist.org
Desenvolvido por Atual Interativa