Carregando TV, aguarde...
Fechar
Você está em: Edificação » Palavra Profética » Qual é o Brasil que queremos?

Qual é o Brasil que queremos?

A- A+

“E disse o espinheiro às árvores: Se, na verdade, me ungis por rei sobre vós, vinde, e confiai-vos debaixo da minha sombra; mas, se não, saia fogo do espinheiro que consuma os cedros do Líbano. ”. (Juízes 9:15)

O cenário político que se desenha em nossa nação é absolutamente preocupante. Estamos prestes a escolher o novo presidente do Brasil e esta escolha pode ter repercussões duradouras e sombrias.

Como pastores responsáveis por esse rebanho e profetas que têm o dever de denunciar o pecado, decidimos nos manifestar. Portanto, escrevo aqui em nome do Presbitério desta comunidade.

Antes de mais nada, reconhecemos que a responsabilidade do voto é pessoal e que deve ser exercida conforme a consciência de cada um. Portanto, o que temos a dizer aqui deve ser colocado na qualidade de conselho e avaliado em oração e temor.

Não temos um consenso entre nós para lhe sugerir em quem votar, mas convicção para dizer em quem você não deveria votar. A iminente escolha de Dilma Rousseff para reger o Brasil é, ao nosso ver, uma ameaça ao futuro desta nação. Cristãos com um mínimo de discernimento profético não cooperarão com este equívoco.

Nada pessoal. Dilma representa um programa e uma história que joga no lixo alguns dos principais valores cristãos. Catapultada pela popularidade enfeitiçante de Lula, maquiada pelos marqueteiros e com um discurso eleitoreiro que inclui até pregação em púlpitos duvidosos, ela pode parecer inofensiva e amiga do evangelho. Mas não é! Sua história, seu ninho e os valores da corrente política que representa são uma expressão do espírito anticristo que há séculos tenta reger as nações.

Dilma significa a continuidade de um governo profano e profanador. A popularidade de Lula se baseia na identificação com o brasileiro comum (ele, o torneiro mecânico que a chegou ser presidente), nos resultados econômicos favoráveis (crédito que ele tem, mas que precisa ser repartido com quem preparou o caminho antes dele e com fatores econômicos globais que têm feito praticamente toda a América Latina avançar) e na melhoria da distribuição de renda através de programas sociais. Mas isso não pode nos cegar quanto às ideologias que ele e seu partido defendem.

A grande pergunta que precisamos fazer é: Que Brasil queremos projetar para o futuro? Um país rico e desprovido de moral? Uma nação de economia ascendente, mas na rota do juízo de Deus? Mais dinheiro no bolso e menos liberdade para pregarmos o Evangelho e vivermos a nossa fé?

O partido que sustenta o atual governo não pode continuar no poder porque relativiza o valor da vida humana. Seu posicionamento em favor do aborto é nauseante. Hoje, no Brasil, qualquer mulher que se apresente num posto do SUS alegando ter sido vítima de estupro, ainda que não prove, terá o assassinato da criança em seu ventre realizado e financiado pelos nossos impostos. “Direito da mulher”, bandeira bonita dos petistas sem consciência... Só não há entre eles quem envie projetos de lei para garantir os direitos dos milhões de seres humanos que estão sendo e serão assassinados no ventre materno, antes mesmo que possam defender-se. Eu simplesmente tremo só em pensar no juízo de Deus sobre uma nação que está construindo seu futuro assim...

O atual governo não pode continuar na figura de Dilma Rousseff porque é um governo sem decência. Seus esforços para estabelecer a “ditadura gay” no Brasil são devastadores. Leis e decretos têm saído do Palácio do Planalto ou sido engendrados nos porões do PT, não para dar aos homossexuais direitos iguais aos de qualquer cidadão (o que eles devem ter mesmo), mas para colocá-los acima de todos, blindados contra qualquer crítica ou condenação de postura. Sob a bandeira da luta contra a homofobia, o governo força a barra para garantir imunidade completa aos adeptos do movimento gay, que defende a “desconstrução da heterossexualidade”, uma aberração que quer colocar o padrão de família criado por Deus no rol das antiguidades medievais. A reboque vem o reconhecimento da união civil de pessoas do mesmo sexo e o direito dado a duplas gays (recuso-me a chamá-las de “casais”) para adoção de crianças.

Você sabia que com o seu dinheiro o governo brasileiro hoje financia pelo SUS cirurgias de mudança de sexo (se é que isso existe), com direito a acompanhamento psicológico para o operado e sua família? Essa é uma das grandes conquistas do ministro da Saúde de Lula, José Gomes Temporão, um humanista que terá que responder diante de Deus por suas canetadas abomináveis. Suas portarias e militância serão responsáveis por uma infinidade de “abortos legais” e um sem número de travestis sem volta na vida. Aliás, o Ministério da Saúde disputa com o da Educação e Cultura o título de campeão da depravação. Sua última “conquista” é instalar máquinas de distribuir camisinhas em escolas públicas de Brasília, João Pessoa e Florianópolis. Conforme a vontade do Palácio do Planalto, o projeto se estenderá a todas as escolas do Brasil.

Está escandalizado? Mas é só um exemplo da moralidade desse pessoal que quer mais quatro anos para apodrecer nossa nação. Em sua gana de erotização juvenil, o governo federal tem produzido e distribuído materiais inimagináveis em escolas públicas, ensinando aos meninos como fazer “coito anal seguro”. Eu e vários pastores de Ribeirão tivemos acesso a alguns materiais impressos e distribuídos pelo MEC que nos deixaram na dúvida se estávamos diante de cartilhas de cunho educacional ou de revistas pornográficas. Tudo em nome da informação e do combate ao preconceito...

Quer mais motivos pelos quais entendemos que como cristão você não pode votar em Dilma? Eu tenho muitos. Talvez o principal deles seja a família. Se não interrompermos essa presidência do PT, talvez vejamos dramaticamente minada aquela que aprendemos ser a célula mater da sociedade.

Para Lula e Dilma, família parece ser apenas um termo conveniente para distribuir bolsas de programas sociais eleitoreiros. Pura incoerência! O governo que lucra com o “Bolsa Família”, mina a família com sua ideologia tendenciosa. O último projeto de lei enviado pelo presidente ao Congresso criminaliza o uso de castigo físico por parte dos pais às crianças. Para Lula, palmada é crime. Vara, nem pensar! Vamos ter que escolher entre negar a Bíblia ou responder criminalmente pela disciplina de nossas crianças... Assim, enquanto erotizam nossos filhos na escola, tiram-nos a autoridade para corrigi-los. Alie-se a isso os “casamentos gays”, o “divórcio relâmpago” (aprovado nas últimas semanas) e as crianças recebendo camisinhas na escola e teremos o Brasil do futuro, o Brasil que Dilma propõe... Mas, é esse o Brasil que você quer?

Não é possível que daremos mais quatro anos para esta turma implodir os alicerces da nossa nação! Um governo que se alia na política externa a ditadores inescrupulosos como Fidel Castro, Hugo Chávez e Mahmoud Ahmadinejad não pode ter o voto e o aval da igreja de Cristo. Procure no Youtube e veja o ditador venezuelano discursando euforicamente sobre sua admiração pela “companheira revolucionária” Dilma Rousseff... É por esse caminho que você quer que o Brasil ande? Você vibra com um presidente que sai em defesa de um sanguinário como o líder iraniano Ahmadinejad, que todos os dias declara seu grande propósito: ver Israel varrido do mapa?!

Dilma representa uma ideologia de extrema esquerda responsável pela perseguição e martírio de milhares de cristãos ao longo da História. Seu passado de terrorismo de esquerda nunca foi negado. Aliás, ela se orgulha de ter feito parte de um grupo comunista que assaltou bancos e matou inocentes. Sob o pretexto de lutar contra uma ditadura militar de direita, todos sabemos que ela e seus companheiros revolucionários nunca buscaram a democracia, mas pegavam em armas para estabelecer um outro tipo de ditadura, a de esquerda, que levaria o Brasil a ser uma grande Cuba Tupiniquim. Tivessem eles conseguido seus objetivos e estaríamos hoje reféns de um sistema decadente, que em nenhuma parte do mundo manteve a liberdade religiosa e o respeito aos direitos humanos.

A “Dilma Paz e Amor” da campanha eleitoral, filha política do “Lulinha Paz e Amor”, são só conveniência diante de uma democracia consolidada (mas não definitiva) como a nossa. Nas entranhas deles e de seu partido, porém, estão as marcas do socialismo radical. Basta olhar para seus parceiros internacionais, para as fortunas distribuídas nessa gestão a título de pensão e reparação a revolucionários “perseguidos” pela ditadura militar ou para atitudes indecentes como a de dar asilo político a um terrorista como o italiano Cesare Battisti para perceber claramente quem inspira seus corações.

Qual é o Brasil que você deseja construir? Medite, pesquise e avalie se Dilma Rousseff pode representar suas expectativas de cristão. Se dermos mais quatro anos a esse pessoal, aonde vamos parar?

Você não é obrigado a pensar como nós. A responsabilidade do seu voto é sua. Mas ao menos eu fiz a minha parte para tentar lhe abrir os olhos... Agora é com você e sua consciência.

* Leia também a mensagem "Use o voto para manter a fé".

Edifique-se

Comunidade Cristã de Ribeirão Preto - Rua Japurá, 829 - Ipiranga
Ribeirão Preto SP - CEP 14055-100 - Fone: +55 16 3633-5957
comcrist@comcrist.org
Desenvolvido por Atual Interativa