Carregando TV, aguarde...
Fechar
Você está em: Edificação » Palavra Profética » É tempo de buscar ao Senhor

É tempo de buscar ao Senhor

A- A+

"No reino dos homens, o caminho para isso envolve competição, ambição, autoconfiança, além de uma boa dose de “sorte”. No reino de Deus, o trajeto é um pouco diferente..."

“Então, eu disse: semeai para vós outros em justiça, ceifai segundo a misericórdia; arai o campo de pousio; porque é tempo de buscar ao Senhor, até que ele venha, e chova a justiça sobre vós.” Oséias 10:12

Não há ninguém de vida saudável não queira prosperar no que faz. Apenas aqueles que estão manietados em sua alma não almejam progredir.

No reino dos homens, o caminho para isso envolve competição, ambição, autoconfiança, além de uma boa dose de “sorte”. No reino de Deus, o trajeto é um pouco diferente...

Essas palavras profetizadas por Oséias são um bom guia para nossas conquistas. Seja na vida pessoal, emocional, familiar, profissional e, principalmente, espiritual, há atitudes que precisam ser mantidas para que provemos os frutos com os quais tanto sonhamos.

Em primeiro lugar, é preciso esforço. Muitos se achegam a Deus como se a fé, por si só produzisse os resultados. Porém, a fé é um poder ativado pela ação. Sem atitude, ela é morta, inoperante, estéril.

Quando visualizamos ou sonhamos com uma colheita, precisamos ter em mente o processo que ela demandará.

Em quase tudo o que pretendemos conquistar, é necessário preparar terreno. O texto de Oséias fala sobre “arar o campo de pousio”. Esta é uma referência à ação de quebrar a terra endurecida, de mexer no solo que está inativo por longo tempo.

Uma parte de nossos insucessos advém do fato de que insistimos em trabalhar as mesmas situações, ou seja, não nos lançamos a espaços novos, não encaramos a terra bruta. Ficamos insistindo com o que sempre foi e, às vezes, já deu o que tinha que dar. Alguém já disse que, para resultados diferentes, são necessárias atitudes diferentes. Esse foi o decreto de Deus para nós no início de 2013, mas temos que admitir que muitos seguiram trabalhando a velha terra já exaurida pelos anos.

Estou seguro de que o desabrochar de muitas carreiras profissionais e ministeriais dependerá da disposição de começar coisas do zero, lançar novos alicerces, quebrar as resistências do desconhecido para experimentar algo novo em Deus.

“Arar o campo de pousio” é, portanto, investir no desbravamento de novas realidades, novas experiências, novos territórios. Se não ousarmos começar projetos novos, estabelecer relacionamentos novos, seguiremos no nível de conquista que já temos, sem avançar para coisas maiores.

O segundo estágio do processo que Deus nos propõe é “semear em justiça”. Sem investimento, não há resultado. Sem semeadura não há colheita. Você precisa olhar para as áreas de sua vida onde quer ver prosperidade e se perguntar: “O que e quanto eu estou investindo aqui?”

Infelizmente, uma boa parte de nós espera colher onde não plantou e isso não funciona no reino de Deus. Já estamos cansados de ouvir que “aquilo que o homem semear, isso ele ceifará” (conf. Gálatas 6:7) e que “aquele que semeia pouco, colhe pouco” (conf. II Coríntios 9:6). A verdade é a seguinte: Quer uma promoção no emprego? Trabalhe mais que os outros, faça além do mínimo necessário, demonstre lealdade ao seu padrão, prove que aquela empresa é melhor por causa de sua presença e dedicação... Quer multiplicar sua célula, levantar seus doze? Estabeleça novos relacionamentos e pregue a palavra a todo mundo que você conhecer. Crie oportunidades para testemunhar de Cristo a outras pessoas. Prepare-se para as reuniões, estude a palavra, invente formas criativas de comunicar e fazer com que seus discípulos sintam-se valorizados... Quer um ambiente familiar mais rico? Separe tempo juntos, invista em férias com a família, considere os sonhos dos outros de sua casa e não apenas os seus. Ajude-os a conquistá-los... Se você não investir no que almeja, esqueça! Não vai aparecer do nada. Fé sem semeadura é superstição!

Tudo o que falei até aqui faz parte das leis espirituais que regem o reino de Deus. Entretanto, há uma ideia que deve ser a âncora e fonte de ativação de tudo o que fizermos. Nas palavras de Oséias há uma afirmação que suplanta todas as outras: “É tempo de buscar ao Senhor!”

Não podemos continuar confundindo ação com ativismo. Se basearmos nossas conquistas apenas no nosso esforço, ou principalmente no nosso esforço, em nada diferimos dos homens sem Deus. Eles também ousam e trabalham muito por suas ambições. Entretanto, o elemento distintivo do nosso êxito é o Senhor e só poderemos atraí-lo para o processo se priorizarmos buscá-lo, antes e acima de tudo.

É tempo de buscar ao Senhor! Devemos tomar essa frase como um decreto dos céus para que nossas conquistas sejam realmente sobrenaturais. A não ser que, antes de fazermos todas as coisas que precisam ser feitas, dediquemos tempo à oração, à adoração e a ouvir sua voz, estaremos presos ao que nosso braço pode alcançar. E isso é muito pouco!

Os resultados extraordinários que queremos serão frutos dessa fusão entre o nosso esforço e a nossa dependência de Deus, revelada pelo nível da nossa busca. Sementes plantadas em solo arado só produzirão se o Senhor fizer “chover justiça” sobre nós. Nossa colheita não ocorrerá se basearmo-nos em soberba e suor. Segundo Oséias, precisamos “ceifar em misericórdia” e isso só se conquista de joelhos.

 

Edifique-se

Comunidade Cristã de Ribeirão Preto - Rua Japurá, 829 - Ipiranga
Ribeirão Preto SP - CEP 14055-100 - Fone: +55 16 3633-5957
comcrist@comcrist.org
Desenvolvido por Atual Interativa