Carregando TV, aguarde...
Fechar
Você está em: Edificação » Celulas » Resistindo a pressão de Babilônia

Resistindo a pressão de Babilônia

A- A+

Babilônia foi um grande império da antiguidade. Para lá, foram levados cativos muitos judeus, servos de Deus como Daniel e seus amigos Ananias, Mizael e Azarias.

Texto-chave: Apocalipse 18:1-5

Naquele lugar, para manter a sua fé, eles tiveram que resistir à muitas pressões, inclusive arriscando suas próprias vidas... Não é por acaso que, na linguagem profética de Apocalipse, o mundo sem Deus é chamado de Grande Babilônia, um império espiritual de pecado que nos pressiona para negarmos nossa aliança com o Senhor. Hoje, olhando para a história de Daniel e seus amigos, vamos entender as estratégias de Babilônia para tirar o nossa fé... Vamos começar lendo Daniel 1:1-4.

1) SUBSTITUIR EM NOSSA MENTE A CULTURA DO REINO DE DEUS PELA CULTURA DO MUNDO – Daniel 1:4 – Esse versículo diz que aqueles jovens servos de Deus foram obrigados a aprender “as letras e língua dos caldeus”. Isso fala de uma imposição cultural que visava a fazer com que eles deixassem de lado os princípios bíblicos do seu povo e passassem a pensar como os babilônicos, que não tinham o temor do Senhor... Nós vivemos esta mesma pressão hoje, mais do que nunca. O mundo quer nos impor sua forma de pensar, seus valores corrompidos e sua linguagem. Só que a maioria desses valores é completamente contrária ao que aprendemos na Bíblia, Temos que resistir, caso contrário, perderemos a nossa fé - Ler Colossenses 2:8; Romanos 12:2; Judas 1:3.

2) LEVAR-NOS A NOS ALIMENTARMOS DAS MESMAS COISAS QUE ALIMENTAM O MUNDO – Daniel 1:5-6,8 – Os caldeus (ou babilônios) queriam impor sua alimentação aos servos de Deus. Há dois termos que nos chamam a atenção nestes versículos: “iguarias” e “contaminar”. O primeiro se refere à comidas e bebidas desejáveis, gostosas, que produziam prazer. O outro fala do caráter contaminador que aquilo trazia... Nos nossos dias, o mundo se alimenta de muita coisa atraente, mas que destrói e ofende a nossa fé: imoralidade e perversão sexual, sensualidade, adultério, pornografia, materialismo, rebelião, vícios, hedonismo, etc... Tudo isso se tornou normal porque, afinal de contas, dá prazer. Nós, entretanto, não podemos  nos contaminar com aquilo que Deus reprova. Nosso cardápio é outro, determinado pelo que diz a Palavra de Deus! Dependendo dos ingredientes, a gente não come, não assiste, não ouve, não participa, não fala, não aplaude. Como servos de Deus, nós só alimentamos a nossa alma com aquilo que nos faz bem e é por isso que temos mais saúde física, familiar, social e emocional que os que vivem na libertinagem – Ler Daniel 1:11-14,18-20; I Coríntios 10:31; João 4:34.

3) IMPOR UMA IDENTIDADE FALSA SOBRE NOSSAS VIDAS – Daniel 1:7 – A identidade é uma das coisas mais importantes na vida de um ser humano. Quando ela é distorcida ou agredida, nós entramos em crise. Daniel e seus amigos tinham nomes que traziam influência da sua fé. Daniel significa “Deus é meu Juiz”, Ananias quer dizer “Yaweh é misericordioso”; Mizael, “Quem é como Deus?” e Azarias, “Yaweh é meu socorro”. Ao chegarem a Babilônia, impuseram sobre eles outros nomes, que faziam referencia aos falsos deuses daquele povo... O mundo está sempre querendo corromper a nossa identidade. Somos chamados de fascistas, retrógrados, fanáticos, ignorantes, preconceituosos e coisas desse tipo. Ou então, tentam fazer pressão para que deixemos os nossos valores cristãos para parecermos mais “normais”. Entretanto, o verdadeiro crente sabe quem é e não vende sua identidade, mesmo que sofra rejeição – Ler I Pedro 2:9; Romanos 8:16; João 15:18.

4) FORÇAR-NOS A NOS CURVAR DIANTE DO ENGANO ATRAVÉS DA INTIMIDAÇÃO – Daniel 3:1,4-6,9-18 – O nível mais forte de pressão que vem do mundo para que neguemos a nossa fé é o que vem através das ameaças. Ananias, Mizael e Ananias, que os babilônios insistiam em chamar de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, não aceitaram se curvar diante da imagem de ouro do rei, mesmo sob o decreto de morte. Para eles, pecar, adorando a outro deus, era mais terrível que morrer!.. Ainda hoje, há muitos cristãos mundo a fora que perdem a sua vida por não negarem a fé. Mesmo num país de liberdade religiosa como o nosso, há muita intimidação. Crentes podem ter que perder o emprego, perder os amigos, sofrer bullying nas escolas, simplesmente por se negarem a fazer aquilo que contraria seus valores. Entretanto, Deus sempre honrará aqueles que não negociam a sua fé, mesmo sob ameaça e sofrimento! – Ler Daniel 3:20-30; Hebreus 12:4; Mateus 10:32-33.

CONCLUSÃO – Use o tempo final para discutir com os participantes, como eles têm sentido e resistidos às pressões do mundo e leve-os a orarem uns pelos outros, pedindo uma firmeza maior! Havendo visitantes, apresente-lhes Jesus e desafie-os a uma oração de entrega.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE – 1) Nesta quarta-feira, dia 15, teremos a réplica do UPGRADE FINANÇAS, na Extensão Norte, com o Pr. Danilo ensinando princípios bíblicos para uma vida financeira abençoada. 2) No domingos, pela manhã e à noite em nosso Campus, no Ipiranga, teremos um dos grande líderes evangélicos da Europa ministrando a Palavra, o pastor português João Martins. Vale a pena ir ouvi-lo! 3) Segunda-feira dessa próxima semana, dia, 20 é a nossa SEGUNDA DE PRIMEIRA, com Nívea Soares. Não deixe de ir! Além de honrar o esforço que nossos pastores fazem para trazer gente abençoada como ela, você nos ajuda a manter as obras sociais da igreja com o valor que paga pelo ingresso.

 

Edifique-se

Comunidade Cristã de Ribeirão Preto - Rua Japurá, 829 - Ipiranga
Ribeirão Preto SP - CEP 14055-100 - Fone: +55 16 3633-5957
comcrist@comcrist.org
Desenvolvido por Atual Interativa